Pulso - Cardiologia Plena

Qual a diferença entre infarto e AVC?

As doenças cardiovasculares, como infartos e AVC, continuam sendo a primeira causa de mortes no mundo. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), em 2011, 17 milhões de pessoas morreram em decorrência de alguma dessas condições. Nas redes sociais, muitos leitores se questionam: qual a diferença entre infarto e AVC? Os sintomas são iguais?

De acordo com o Guia Prático de Saúde do Doutor Drauzio Varella, o AVC (acidente Vascular Cerebral) é consequência da obstrução ou rompimento de artérias responsáveis em levar oxigênio para o cérebro.

A principal causa dessa obstrução é a aterosclerose, ou seja, quando placas de gordura se formam nas paredes das artérias impedindo o fluxo sanguíneo. Se elas se rompem, podem dar origem a pequenos fragmentos que irão entupir vasos mais finos do tecido cerebral. O quadro é agravado por fatores de risco como tabagismo, pressão alta, diabéticos, obesidade e sedentarismo.

O AVC isquêmico é quando o fluxo sanguíneo é momentaneamente interrompido devido ao entupimento de uma artéria. Já o hemorrágico, que corresponde a 20% dos casos de derrame, é quando vasos do cérebro se rompem causando sangramento no interior ou nas membranas do órgão.

O resultado dessa abrupta ausência de oxigênio se dá pelos seguintes sintomas: paralisia ou enfraquecimento do braço e da perna de um lado do corpo. A fala fica pastosa, a pálpebra caída, há confusão mental, tonturas e, em casos de derrames hemorrágicos, dores de cabeça muito forte.

Infarto

Quando a obstrução e a interrupção súbita de oxigênio acontece no coração, temos o infarto.

Os sintomas também são diferentes. O mais recorrente é sentir no peito uma dor bem forte, que comprime e tem duração de mais de 20 minutos, com irradiação para o braço esquerdo. Além disso, algumas pessoas podem sentir um súbito mal-estar, sudorese, dor no estômago e náuseas.

A orientação em caso de suspeita de infarto é chamar o SAMU e em seguida tomar dois comprimidos de ácido acetilsalicílico infantil. Mesmo que você não esteja infartando, o medicamento não irá lhe fazer mal, mas se estiver, ele pode ajudar a dissolver coágulos. Atenção: se você for alérgico ao comprimido, apenas consiga socorro da forma mais rápida possível.

A ingestão desse medicamento também é contraindicada em casos de AVC, pois nem todos são causados por coágulos e às vezes pode haver ruptura dos vasos, o que vai intensificar ainda mais o sangramento.

Em ambos os casos, nunca espere os sintomas passarem. Mesmo que esteja em dúvida se é um infarto ou um derrame, ligue imediatamente para o SAMU.
Coração Alerta


 

Institucional


 

Como prevenir a osteoporose?


 

Estresse excessivo no trabalho?


 

Sem correr: caminhe todos os dias para cuidar do coração


 

Institucional


 

Dica - Vítima de infarto cuidados redobrados


 

Dica - Para previnir a obesidade


 

Você já conhece a Pulso Cardiologia?


 

Institucional


 

Dica para se manter ativo na terceira idade


 

Institucional


 

Dicas para prevenir a obesidade


 

Duas dicas para manter a mente sã na velhice.


 

Você já conhece a Pulso Cardiologia!


 

Alimentos com baixo Índice Glicêmico


 

Quando procurar por um geriatra?


 

Institucional


 

É importante ou não Ter horários regulares para comer?


 

Você sabe em que áreas da sua saúde o Endocrinologista cuida?


 

O que é infarto?


 

Você já conhece a Pulso Cardiologia!


 

O que se Pode Comer após uma Cirurgia?


 

Dicas para melhorar a digestão e a saúde


 

Conheça a Pulso Cardiologia!


 

Quais os exames incluídos no check-up?


 

Estresse? Veja algumas dicas para evitá-lo


 

Devemos diminuir o sal?


 

Institucional


 

Reconheça sete sinais inusitados para problemas cardíacos


 

Saiba a Importância da proteína

Pulso - Cardiologia Plena
Pulso - Cardiologia Plena